lembranças

  Há certas lembranças que custam a sair da gente, que volta e meia aparecem acompanhadas daquele perfume vagabundo querendo impregnar a alma e o coração da gente. Tenho dessas (lembranças) que por mais que eu jogue fora, insistem em querer voltar. Mas eu não desisto, insisto e rezo, peço, pra que se afastem de mim todos os maus pensamentos e todas as más lembranças que insistem em não me deixar. Não quero ocupar espaços desnecessários em meu coração, se for pra recordar que seja bom, se for para guardar que me faça bem. E que nenhum mal predomine em meu caminho. Amém.

                                                       [Agora, tô me livrando de tudo que me detém.] 

4 comentários:

  1. Lindo Monalisa! É isso mesmo!
    Bjks.

    ResponderExcluir
  2. Adoooooreeeeei!
    Principalmente a parte do 'perfume vagabundo'. kkkkkkkk
    Deus nos livre desses males!
    Amém! :)

    ResponderExcluir
  3. Belos textos como sempre! venho acompanhando seus blog a um tempinho e já à admiro muito, vc tem um todo um jeito de escrever, amos seus textos, continue assim! Parabéns

    Jully

    ResponderExcluir
  4. As minhas também são recorrentes.

    Te entendo.

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir

Materialize- se....