manias.

Eu não tenho o comando sobre o tempo, não sei até que ponto eu posso interferir no meu destino- se é que posso- eu não sei por quanto tempo, por quanta vida tudo ainda existirá, mas eu insisto em sustentar em mim essa mania de acreditar.
E eu acredito. Na vida. No futuro.
Eu não tenho medo das incertezas, nem das surpresas que me esperam pelo caminho. Desde que eu tenha forças o suficiente para seguir e vida o bastante para viver cada passo que eu der. Eu não me importo com as pedras, com as perdas, com as frustrações- sou (quase) bem resolvida nessas matérias de atravancos. É claro que caio, tropeço, tenho vontade de desistir, mas aprendi a levantar como ninguém. E quer saber?! Depois de tantas quedas tenho levantado cada vez mais firme.
É por isso que eu não me preocupo. E continuo com essa mania insistente de querer acreditar.
E acreditar, cada vez mais, que o que estar por vir pode ser ainda melhor. Pode ser o melhor.










-Eu acredito. É só. E me basta (ao menos por enquanto).-








2 comentários:

  1. Acreditar é o começo pra tudo dar certo :)

    ResponderExcluir
  2. Também não tenho medo das surpresas mas sinto um desconforto em relação a elas...Gostaria de ter o controle, ah, como gostaria!

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir

Materialize- se....