Virou pó.

Tudo aquilo que me fazia mal eu juntei em pedacinhos, tudo o que me angustiava, tudo o que me atormentava, tudo que não fazia bem. Juntei, recolhi tudo aquilo que de alguma forma me incomodava. Fragmentei. Reduzi à pedaços tão pequenos, a ponto de se tornarem imperceptíveis aos meus sentidos.
E assim tudo se tornou leve, partículas tenuíssimas pairando pelo ar. Tipo de coisa inapreciável, incompreensível que,eu, (sinceramente) estou tentando, tentando mantê-las longe de mim.
Porque tudo que me doía, me domava e me diminuía... Eu reduzi a pó.

2 comentários:

  1. Tentei livrar-me do peso de ser: humano. Doeu tanto.

    ResponderExcluir
  2. Cuidado pra não inspirar o pó e voltar a sentir tudo de novo! rs

    ResponderExcluir

Materialize- se....